28 de mar de 2012

Alegria de graça...

O certo era a gente estar sempre brabo de alegre,
alegre por dentro, mesmo com tudo de ruim que acontecesse, alegre nas profundezas.
Alegre era a gente viver devagarinho, miudinho,
não se importando demais com coisa nenhuma.

Um comentário:

keila disse...

wsempre com palavrinhas lindas né....bjimm