24 de jan de 2011

Em nove anos, quase 400 homens tiveram câncer de mama em São Paulo

O tumor é tão agressivo nos homens quanto nas mulheres

O câncer de mama não é uma doença que afeta apenas as mulheres. Levantamento feito com base nos registros da Fundação Oncocentro de São Paulo, no período de 2000 a 2008, revela que 397 homens foram diagnosticados com a doença, o que representa quase 1% de todos os casos registrados no período.

O levantamento, realizado pelo mastologista Marcos Desidério Ricci, da SBM (Sociedade Brasileira de Mastologia), mostrou que, dos 44.709 novos casos diagnosticados, 397 foram em homens, o que representa 0,88% do total de casos. O valor está dentro da taxa esperada pela SBM, que é de um caso para cada cem.

Segundo o presidente da SBM, Carlos Ruiz, o câncer de mama em homens é mais frequente nos mais velhos.

- Ele ocorre na forma de nódulo e é tão agressivo no homem quanto na mulher.

Os fatores de risco para a doença também são os mesmos, como idade, sedentarismo, obesidade, estresse, tabagismo e consumo de álcool.

A prevenção, segundo Ruiz, deve ser feita por meio de exames de palpação da mama.

- É mais fácil palpar nódulos no homem que na mulher. A autopalpação também é recomendável. Se encontrar algo, procure um mastologista.

Um comentário:

cesario_morais1972 disse...

Amiga obrigado, pelo conselho eu mesmo nem sabia , homens tbem deveria de ter essa preocupação com essa doença, agora vou me previnir , obrigadooo de coração, bjx